ASSOCIE SUA MARCA À CULTURA

INCENTIVO CULTURAL (Lei Estadual de Incentivo à Cultura e Rouanet)
Para incentivo cultural entre em contato pelo email: institutociabelladeartes@gmail.com ou iccba@hotmail.com

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Dia 30/04, às 16 hs - Ciclo de Oficinas Culturais Juventude e Cidadania


Produção de Curta Metragem
Daniel da Luz
Jornalista, Coordenador do Projeto Luz, Câmera e Reflexão, do ICCBA

Local: Teatro Nicionelly Carvalho -  Instituto Cultural Companhia Bella de Artes
Rua Prefeito Chagas, 305 - PL - Edifício Manhattan - Centro
30 de Abril – Sábado, 16h
ENTRADA FRANCA

Maiores Informações: (35) - 9976 1513 ou 3715 5563

Incentivo Cultural:
Alcoa Poços de Caldas

Apoio:
Lei Municipal de Incentivo à Cultura
Instituto Cultural Companhia Bella de Artes

Daniel Luz é jornalista e Coordenador do Projeto Luz, Câmera e Reflexão no Instituto Cultural Companhia Bella de Artes. Estudioso e amante da Sétima Arte, o oficineiro deste mêsl é um crítico de cinema e militante atuante na área cultural de Poços de Caldas. Em 2010 Daniel ministrou uma palestra no Dia Internacional de Produção Independente de Curtas, promovido pelo sítio Youtube. durante a palestra o crítico de cinema realizou um registro áudio-visual e veio a publicá-lo na WEB, constituindo assim um curta-metragem sobre o evento em que participava.

A oficina promete ser um espaço de reflexão e aprendizagem prática sobre a produção de curta-metragem, documentários a partir de meios alternativos, como curtas produzidos por câmera digital e celular. Durante a oficina serão sorteados brindes, livros para os participantes, que podem participar sem qualquer custo, graças ao incentivo recebido pelo projeto através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura por meio da empresa Alcoa Poços de Caldas e da parceria com o Instituto Cultural Companhia Bella de Artes.

Todos estão convidados!!
Diney Lenon de Paulo
Coordenador do Projeto

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Quinta-Feira, 28/04, às 20 horas - SARAU DE POESIA - homenageando CHARLES CHAPLIN

Na próxima quinta-feira, dia 28/04, às 20 horas, o Sarau de Poesia do Instituto Cultural Companhia pela de Artes está de volta, com merecidas homenagens ao Ator, Diretor, Produtor, Comediante, Dançarino, Roterista, Músico e Mímico CHARLES CHAPLINO Sarau de Poesia acontece todas as últimas quintas-feiras de cada mês.

Na Londres do século XIX, nascia aos 16 de abril de 1889 aquele que seria um dos mais ilustres filhos da terra. Nascido em um lar de artistas e dotado de um talento nato para o humor, Charles Chaplin tornou-se o primeiro ator britânico a ganhar fortuna em Hollywood.
Dono de um personagem que marcou a sua carreira, um simples vagabundo, Chaplin ganhou o mundo encantando à todos, por onde quer que passasse.


Teve uma vida marcada por escândalos que insistiam em manchar a sua carreira bem sucedida, e acabou exilado de onde dera tanto de si, sem no entanto ter recebido aquilo que lhe era devido. Foi ao lado de poucas pessoas da família, em uma mansão em Vevey (Suíça), que faleceu um dos maiores gênios do cinema de todos os tempos: Charles Spencer Chaplin Jr. (Hallyson Alves)

SARAU DE POESIA, Próxima quinta-feira, 28/04, às 20 horas no Teatro Nicionelly Carvalho - Instituto Cultural Companhia Bella de Artes - Rua Prefeito Chagas, 305 - PL - Centro - Edifício Manhattan - Centro - Poços de Caldas-MG.
Informações: (35) 3715-5563
Entrada Franca

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Terça-Feira, dia 26/04, LUZ, CÂMERA E REFLEXÃO com o filme BORAT


O Instituto Cultural Companhia Bella de Artes convida a todos para a sessão de cinema do projeto Luz, Câmera e Reflexão sob coordenação de Daniel Souza Luz. Prestigiem o evento, que neste mês tem como tema a DIVERSÃO que na próxima terça, 26/04 exibirá o filme BORAT

Data: terça-feira, 26 de abril
Horário: 20h
Local: TEATRO NICIONELLY CARVALHO
            Rua Prefeito Chagas, 305 – PL, Centro
            Edifício Manhattan

Sinopse

O escandaloso repórter fictício de Sacha Baron Cohen é enviado do Cazaquistão aos Estados Unidos com a missão de fazer um documentário sobre o país. Conforme a personagem "zig-zagueia" pela América acompanhado de seu câmera, borat ecncontra pessoas reais vivendo situações reais com consequencias histéricas. O formato de "falso documentário" do filme cria situações espontâneas, divertidas e, acima de tudo, reais. "Borat", uma das maiores comédias de 2007, é vista como uma crítica inteligente e politicamente incorreta à sociedade americana.

domingo, 17 de abril de 2011

SARAU DE POESIA - Dia 28/04/2011, quinta-feira, às 20 horas



Está na hora de resgatar as poesias. Aquelas poesias nos bolsos, bolsas, dentro dos livros, escritas nos cadernos, blocos de anotações, internet, redes sociais. As poesias dos poetas favoritos, renomados, brilhantes.

O palco está livre.

E o SARAU DE POESIA DO INSTITUTO CULTURAL COMPANHIA BELLA DE ARTES está de volta e todos estão convidados.

DATA: 28/04/2011
HORA: 20 HORAS
LOCAL: TEATRO NICIONELLY CARVALHO - Instituto Cultural Companhia Bella de Artes
                Rua Prefeito Chagas, 305 - PL - Centro - Edifício Manhattan - Poços de Caldas-MG.
Informações: (35) 3715 5563

ENTRADA FRANCA!





O Instituto Cultural Companhia Bella de Artes é "ator" e "parceiro" da REDE PROTEJI POÇOS - Rede de Proteção à Juventude e Infância de Poços de Caldas



Na última quarta-feira, dia 13/04/2011 ocorreu no Teatro Nicionelly Carvalho a solenidade de Oficialização e Legitimação da “REDE PROTEJI POÇOS – Rede de Proteção à Juventude e Infância de Poços de Caldas-MG.

A REDE PROTEJI POÇOS - http://redeprotejipocos.blogspot.com/ - começou em 2009 por iniciativa da Secretaria Municipal de Promoção Social de Poços de Caldas-MG, intensificando os trabalhos em 2010 e oficializou sua autonomia na última quarta-feira, 13/04.

Assim, visa a intensificação da Política de atendimento à criança e do adolescente, unindo todos os seguimentos, entidades e órgãos em conformidade ao artigo 86 do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8069/90) que dispõe: "A política de atendimento dos direitos da criança e do adolescente far-se-á através de um conjunto articulado de ações governamentais e não-governamentais, da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios".

O Evento é um importante registro para a história de Poços de Caldas.

Solenidade de Legilimação e Oficialização da REDE PROTEJI POÇOS no Teatro Nicionelly Carvalho 
A Presidente do ICCBA Marina de Andrade e o Prefeito de Poços de Caldas Paulo César Silva

Luz, Câmera e Reflexão da última Terça-Feira, dia 12/04

 Na última terça-feria, 12/04/2011 o LUZ, CÂMERA e REFLEXÃO exibiu o filme "Durval Discos". Na oportunidade o coordenador do protejo, Daniel Souza Luz exibiu inúmeros discos de vinil de sua coleção e fez uma breve explanação sobre o filme e sobre a diretora Anna Muylaert
Breve explanação do coordenador Daniel Souza Luz antes da exibição

HOMENAGEM ao Ator, Diretor, Produtor, Comediante, Dançarino, Roterista, Músico ou "simplesmente" CHARLES CHAPLIN


16 de abril de 1889 - nascia Charles Chaplin

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."


Sir Charles Spencer Chaplin, KBE, mais conhecido comoCharlie Chaplin [em língua inglesa: t'charlye tchaplin] (Londres, 16 de abril de 1889Corsier-sur-Vevey[1], 25 de dezembro de 1977), foi um ator, diretor, produtor, comediante, dançarino, roteirista emúsico britânico. Chaplin foi um dos atores mais famosos da era do cinema mudo, notabilizado pelo uso de mímica e da comédia pastelão.


Charlie Chaplin atuou, dirigiu, escreveu, produziu e financiou seus próprios filmes, sendo fortemente influenciado por um antecessor, o comediante francês Max Linder, a quem ele dedicou um de seus filmes. Sua carreira no ramo do entretenimento durou mais de 75 anos, desde suas primeiras atuações quando ainda era criança nos teatros do Reino Unido durante a Era Vitoriana quase até sua morte aos 88 anos de idade. Sua vida pública e privada abrangia adulação e controvérsia. Juntamente com Mary Pickford, Douglas Fairbanks e D. W. Griffith, Chaplin co-fundou a United Artists em 1919.

Seu principal e mais famoso personagem foi The Tramp, conhecido como Charlot na França e no mundo francófono, naItália, Espanha, Portugal, Grécia, Romênia e Turquia, e comoCarlitos ou também "O Vagabundo" no Brasil. Consiste em um andarilho pobretão que possui todas as maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro (gentleman), usando um fraque preto esgarçado, calças e sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu-coco ou cartola, uma bengala de bambu e - sua marca pessoal - um pequeno bigode-de-broxa.

Foi também um talentoso jogador de xadrez e chegou a enfrentar o campeão estadunidense Samuel Reshevsky.

Em 2008, em uma resenha do livro Chaplin: A Life, Martin Sieff escreve: "Chaplin não foi apenas 'grande', ele foi gigantesco. Em 1915, ele estourou um mundo dilacerado pela guerra trazendo o dom da comédia, risos e alívio enquanto ele próprio estava se dividindo ao meio pela Primeira Guerra Mundial. Durante os próximos 25 anos, através da Grande Depressão e da ascensão de Hitler, ele permaneceu no emprego. Ele foi maior do que qualquer um. É duvidoso que algum outro indivíduo tenha dado mais entretenimento, prazer e alívio para tantos seres humanos quando eles mais precisavam."[3]

Por sua inigualável contribuição ao desenvolvimento da sétima arte, Chaplin é o mais homenageado cineasta de todos os tempos, sendo ainda em vida condecorado pelos governos britânico (Cavaleiro do Império Britânico) e francês (Légion d 'Honneur), pela Universidade de Oxford (Doutor Honoris causa ) e pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos (Oscar especial pelo conjunto da obra, em 1972).

Luzes da Ribalta (Limelight)



Luzes da Ribalta (em inglês: Limelight) é um filme estadunidense escrito, dirigido e interpretado por Charles Chaplin, que teve sua estreia em 23 de outubro de 1952 e lançamento público em 6 de fevereiro de 1953, e foi o antepenúltimo filme do cineasta britânico.

Limelight ganhou o Oscar de melhor canção original, em 1972 - vinte anos após o lançamento oficial da película.

Composição: Charles Chaplin 
Versão: Antônio Almeida / João de Barro

Vidas que se acabam a sorrir
Luzes que se apagam, nada mais
É sonhar em vão, tentar aos outros, iludir
Se o que se foi, pra nós não voltará, jamais

Para que chorar, o que passou
Lamentar perdidas ilusões
Se o ideal que sempre nos acalentou
Renascerá em outros corações

Para que chorar, o que passou
Lamentar perdidas ilusõesSe o ideal que sempre nos acalentou
Renascerá em outros corações

Filmografia de Chaplin (longas-metragens)

  • O idílio desfeito -1914
  • Os clássicos vadios - 1921
  • O garoto - 1921
  • Casamento ou luxo? - 1923
  • Em busca do ouro - 1925
  • O circo - 1928 
  • Luzes da cidade - 1931
  • Tempos modernos - 1936
  • O grande ditador -1941
  • Monsieur Verdoux - 1947
  • Luzes da ribalta - 1952
  • Um rei em Nova York - 1957
  • A condessa de Hong Kong -1967

Frases de Chaplin


"Mais do que máquinas, necessitamos de humanidade"

"A persistência é o caminho do sucesso."

"Acredito que o pecado é realmente um mistério tão grande quanto a virtude."

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado."

"Não preciso me drogar para ser um gênio; 
Não preciso ser um gênio para ser humano; 
Mas preciso do seu sorriso para ser feliz."

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Sai que agora é a vez do samba!

14/04/2011
Elo: Tokinho
No dia 7 de abril de 2011, foi a vez do samba dominar o espaço do Encarte Musical - evento mensal realizado por Rodrigo Lee e a Cia. Bella de Artes, com o objetivo de dar espaço aos artistas que desenvolvem trabalho autoral.
Em três anos de evento, talvez tenha sido o dia mais brasileiro de todos, com a apresentação do músico Nego Moura, ou Bob, ou Alisson Viera pra quem gosta de formalidade. Em 20 anos dedicados a música, foi a primeira vez que o malandro subiu no palco pra tocar somente músicas próprias, e a emoção era visível nos sorrisos, caras e bocas. Ele mostrou que mineiro também faz samba, e faz muito bem.
Tente entender: o protagonista de toda essa festa foi acompanhado por um trio que dispensa comentários, os Criolos Brancos - formado pelos integrantes da banda 2º DP. Foi uma verdadeira overdose [de você], de arranjos feitos com total carinho e profissionalismo, como todos puderam acompanhar. O show mal tinha começado e o teatro parecia estar prestes a desabar com tanto peso. E sabe o que eu pensei naquela hora? "Tomara que caia! Morrer ouvindo samba é digno de um bom brasileiro."

Sai a banda e fica só Nego Moura no palco. Em voz e violão ele disse: "Eu sou assim, minhas músicas nascem assim."
Visivelmente seguro, parecia estar sozinho numa casa sem janelas, tocando só pra ele. Esse era o momento perfeito para dividir o palco com amigos, e o molequefez bem em escolher ninguém menos do que a dona de uma das mais belas vozes da cidade: Nathalia Diniz, cantando e encantando como sempre. Nego é fã declarado do trabalho da cantora, que demonstrou sua reciprocidade publicamente.

Em sete de abril, o anfitrião mostrou uma música, que leva a data como nome, composta no dia 7 de outubro (dia do compositor), junto com o seu parceiro Léo Domingues, que canta de uma maneira bem peculiar e sabe trabalhar as palavras como poucos em suas composições, com muita poesia e uma linguagem única.

Permanece no palco Léo Domingues junto com Nego e volta os Criolos Brancos, além de um belo naipe de sopro composto por Marina Ulian, flautista da Poesia Concertante; e Luiz Prata, trompetista e tecladista da banda Pão e Circo, que está em processo de produção de seu primeiro trabalho, gravado em home studio. Esse foi o momento do show em que a plateia ficou de queixo caído, abismados com a qualidade do que estavam assistindo. Um grupo gigante de pessoas com um entrosamento de dar inveja a qualquer banda com anos e anos de estrada.
Um detalhe: não houve ensaio da banda com o naipe de sopros, mas tudo saiu como se tivessem ensaiado muitas vezes.

Passarela cheia de músicos, competência e profissionalismo indiscutíveis... chegava ao fim o show de um grande representante da música poçoscaldense, que mostrou que o samba de mineiro é tão bom quanto o que sai dos morros da cidade maravilhosa. E não adianta: de chinelo e bermudinha ou de terno, brasileiro que se preza gosta de samba.

Pra finalizar, um recado direto: Nego Moura, depois do que eu vi em cima do palco daquele aconchegante teatro, posso afirmar com certeza e convicção que, em Poços de Caldas, o samba sem você não acontece de forma tão digna e pura.

Se você não foi, perdeu mais uma oportunidade de ser mais rico, culturalmente falando. Perdeu a chance de ver que a coletividade faz as coisas serem muito mais fáceis. Sim, obviamente o Corrente Cultural esteve presente tuitando, transmitindo, fotografando e acreditando na arte poçoscaldense.
Veja a cobertura fotográfica que o Corrente Cultural preparou no Picasa.



http://www.correntecultural.com/site/conteudo/ver_noticia.php?id_noticia=118

terça-feira, 12 de abril de 2011

Terça-Feira, dia 19/04, às 20 horas - Luz, Câmera e Reflexão com o filme TEMPERO DA VIDA



O Instituto Cultural Companhia Bella de Artes convida a todos para a sessão de cinema do projeto Luz, Câmera e Reflexão sob coordenação de Daniel Souza Luz. Prestigiem o evento, que neste mês tem como tema a DIVERSÃO que na próxima terça, 19/04 exibirá o filme TEMPERO DA VIDA.


Data: terça-feira, 19 de abril
Horário: 20h
Local: TEATRO NICIONELLY CARVALHO
            Rua Prefeito Chagas, 305 – PL, Centro
            Edifício Manhattan


Sinopse


Fanis (Markos Osse) é um garoto grego que vive em Istambul, na Turquia. Seu avô, Vassilis (Tassos Bandis), é um filósofo culinário que o ensina que tanto a comida quanto a vida precisam de um pouco de sal para ganhar.

EXPOSIÇÃO VERDADE DO ARTISTA PLÁSTICO CLÁUDIO GUEDES PERMANECERÁ ATÉ MEADOS DE MAIO/2011

A Exposição Verdade do artista plástico Cláudio Guedes e amigos permanecerá na Galeria Mario Seguso do Instituto Cultural Companhia Bella de Artes (Rua Prefeito Chagas, 305 - PL -  Edifício Manhattan) para visitação até meados de maio/2011. Horário das 13 às 18 horas de segunda a sexta-feira.














segunda-feira, 11 de abril de 2011

Ciclo de Oficinas - Juventude & Cidania - HIP-HOP: UMA CULTURA PERIFÉRICA

No dia 09/04 foi realizado no Instituto Cultural Companhia Bella de Artes mais uma palestra do "Ciclo de Oficinas - Juventude & Cidadania.

O Ciclo de Oficinas Culturais Juventude e Cidadania, promovido através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com incentivo da Alcoa Poços de Caldas apresenta sua segunda oficina em 2011, no dia 09 de abril, no Instituto Cultural Companhia Bella de Artes (Av. Prefeito Chagas, 305 – Andar Pilots) e coordenado por Diney Lenon.

O Projeto desenvolvido em parceria com o Instituto Cultural Companhia Bella de Artes desde 2006 esse ano apresenta uma inovação, conta com três oficinas mensais, sendo a tradicional realizada no Teatro Nicionelly Carvalho do Instituto Cultural Cia. Bella de Artes e mais duas em duas escolas. Conta ainda com vários oficineiros de notório reconhecimento que abordarão temáticas ligadas à cultura e sociedade.

A primeira oficineira foi Jéssica Balbino, formada em Comunicação Social e Pós-graduada em Jornalismo Digital, trabalhou em diversos jornais locais. Há mais de 10 anos tem contato com o Hip Hop e desde então participa de vários eventos ligados a esta cultura em Poços e em outras cidades da região. Sua paixão pela cultura periférica promete fazer das oficinas um espaço entusiasmante para trocas de saberes e práticas.

Abaixo, um pouco do que aconteceu no sábado, conforme trouxe a oficineira Jéssica Balbino no seu blog: http://www.jessicabalbino.blogspot.com/

IMPROVISO

Tarde de chuva, batalha de rimas e improviso em Poços de Caldas

O que me encanta na cultura hip-hop é o poder de improvisação e de fazer grandes coisas, criar e transformar a partir do nada. 

Isso foi o que aconteceu no último sábado (9) durante a palestra do ciclo de oficinas Juventude e Cidadania.


Por conta da chuva, o público que compareceu foi reduzido, mas, para a galerinha do hip-hop isso não foi problema. A galera que faria uma batalha de freestyle na praça ficou sem local para fazer – também por conta da chuva – e migraram da loja do nosso amigo Japa para a Cia Bella de Artes, onde aconteceria a palestra. 
Os meninos do Original Crew também estavam presentes e o destaque ficou por conta do filho do Ivan, o Cauã, que tem apenas três anos e roubou a cena, dançando break.
Na sequencia, assumi o microfone e o Leopac as pick-ups e fizemos a batalha ali mesmo. Após várias etapas, inclusive uma delas que eu desafiei a Ingridy, a única garota presente, e a plateia definiu o tema – feminilidade – e eu improvisei na rima. Claro, na zueira. 
O vencedor foi o B.O., que levou o DVD Um Brinde, do grupo Inquérito como brinde e um CD da família MLK.
O vice-campeão, MC Desapelidado levou um CD do grupo paulistano Alcateia e o DBS, que fez todo mundo vibrar e rir, ficou em terceiro lugar e também levou um CD do grupo Alcateia.
Apesar de pouca gente, a tarde foi bastante saudável e o idealizador, Diney Lenon, gostou bastante da improvisação.
Acabei deixando de lado a parte teórica da entrevista e também a exibição do clipe e do documentário, porque todos ali já haviam assistido, mas discutimos um pouco e partimos para a prática, relembrando de como tudo começou.
Um problema daqui, outro dali e a dificuldade em ligar os microfones também não foram empecilhos.
Seguimos escrevendo a nossa história no hip-hop do Sul de Minas Gerais.

http://www.jessicabalbino.blogspot.com/




Dia 12/04, às 20 horas - LUZ, CÂMERA E REFLEXÃO com o filme DURVAL DISCOS


O Instituto Cultural Companhia Bella de Artes convida a todos para a sessão de cinema do projeto Luz, Câmera e Reflexão sob coordenação de Daniel Souza Luz. Prestigiem o evento, que neste mês tem como tema a DIVERSÃO que na próxima terça exibirá o filme DURVAL DISCOS.

Data: terça-feira, 12 de abril
Horário: 20h
Local: TEATRO NICIONELLY CARVALHO
              Rua Prefeito Chagas, 305 – PL, Centro
              Edifício Manhattan

Sinopse:

Durval Discos é um filme brasileiro de 2002, dirigido por Anna Muylaert. A história gira em torno de Durval, que em plena era do CD insiste em continuar vendendo discos de vinil (LP).

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Encarte Musical com Nego Moura

Aconteceu ontem, 07/04, no Teatro Nicionelly Carvalho - Instituto Cultural Companhia Bella de Artes o "Encarte Musical" com Nego Moura. Teatro lotado, alegria, balanço e muito samba foi o registro da noite. Nego Moura contou com a banda poçoscaldense 2º DP (Douglas, Pedrinho e Diego), com Luiz Prata no trompete e Marina Ulian na Flauta, com a participação especial de Leo Domingues e Nathália Dinz e cobertura da TV Poços e Corrente Cultural.

Nego Moura e Banda (Douglas, Pedrinho, Diego, Luiz Prata, Marina Ulian e participação de Leo Domingues)

  





quinta-feira, 7 de abril de 2011

Dia 09/04/2011, às 16 horas - Ciclo de Oficinas - Juventude & Cidania - HIP-HOP: UMA CULTURA PERIFÉRICA

 
“Em meio a tantas armas que
eles podem escolher no jogo real
do “matar ou morrer”, o hip hop
escolhe a maior de todas as
armas: a cultura. Uma cultura
marginal, mas que não é propriedade
dos grandes, não é da
elite nem da burguesia. É a cultura
de quem foi capaz de criá-la
e levá-la adiante. É a cultura das
ruas, do povo” (Jéssica Balbino)

HIP-HOP: UMA CULTURA PERIFÉRICA

O Ciclo de Oficinas Culturais Juventude e Cidadania, promovido através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com incentivo da Alcoa Poços de Caldas apresenta sua segunda oficina em 2011, no dia 09 de abril, no Instituto Cultural Companhia Bella de Artes (Av. Prefeito Chagas, 305 – Andar Pilots).

O Projeto desenvolvido em parceria com o Instituto Cultural Companhia Bella de Artes desde 2006 esse ano apresenta uma inovação, conta com três oficinas mensais, sendo a tradicional realizada no Teatro Nicionelly Carvalho do Instituto Cultural Cia. Bella de Artes e mais duas em duas escolas. Conta ainda com vários oficineiros de notório reconhecimento que abordarão temáticas ligadas à cultura e sociedade.

A primeira oficineira será Jéssica Balbino, formada em Comunicação Social e Pós-graduada em Jornalismo Digital, trabalhou em diversos jornais locais. Há mais de 10 anos tem contato com o Hip Hop e desde então participa de vários eventos ligados a esta cultura em Poços e em outras cidades da região. Sua paixão pela cultura periférica promete fazer das oficinas um espaço entusiasmante para trocas de saberes e práticas.

O grupo de dança Original Crew também participará da oficina com uma apresentação. Haverá ainda sorteio de brindes.

Maiores informações pelos telefones (35) 9854-9008 ou 9976 1513, com Greice ou Diney, ou em www.cienciassociaisnarede.blogspot.com e pelo telefone do Instituto Cultural Companhia Bella de Artes (35) 3715-5563.